segunda-feira, 20 de junho de 2011

KakoNoNaiTochi: HIYA!


HIYA
Deixando de lado Burijji, e Shima, e voltando ao continente se encontra Hiya, este é o extremo norte conhecido como as pradarias brancas ou nevadas, aqui o maior inimigo é o próprio frio, poucos são os que desafiam a travessia pelo norte. O Norte liga os arredores de Burijji a Niwa.
Mesmo tão perigoso, o norte ainda é uma alternativa de rota comercial para Niwa, já que de outra forma teriam de atravessar as planícies centrais de Ryusei, em geral é melhor usar agasalhos pesados, enfrentar alguns lobos e saqueadores do que dar de cara com os Shusas errantes na planície central!
Sobre a aparência de Hiya não há o que ser dito, plantas são escassas, há poucas coníferas no território e vegetação rasteira, montanhas de pequeno porte e algumas cavernas, animais como lebres, ursos e lobos vagam famintos.

Principais Locais
De longe o principal local em Hiya é o Kakurega, o esconderijo dos saqueadores do lobo branco que assolam a região.
O Kakurega em si nunca foi visto, porém dizem boatos que ele não é um esconderijo e sim um povoado, e os lobos brancos, são guerreiros ferozes e honrados dentro de sua cultura, e para o seu povo, e saqueiam apenas para manter os seus familiares, amigos e conterrâneos vivos no frio impiedoso de Hiya.

Os Saqueadores Lobo Branco (Ryakudatsu Shiroi Okami)
Os poucos viajantes que os viram ou ainda que sobrevivessem a um ataque destes, disseram que eles não tinham a aparência comum aos Rokari, sendo mais baixos e atarracados, sempre muito peludos, cultivam bigodes finos e longos como se fossem cabelos da cabeça estes por sua vez são compridos e estão sempre presos.
A pele do povo de Hiya tem um tom pálido beirando cinza, talvez por causa do frio contínuo. Porém, não devem ser tratados como bárbaros, levando em conta que um sofisticado estilo de combate usando duas khukri, foi capaz de subjugar o nitten de guarda costas Tatsumakis, contratados por comerciantes para escolta-los na travessia!

DADOS GERAIS
Nome: HIYA (frio)
Status: Mura (vila)
Extensão Territorial: Grande
População: ???.
Exportação: --- .
Importação: Saques a caravanas.
Destaques: Kakurega (se existir).
Tradição: ---.
Religião: ---.
Tipos de Construção: ---.
Alimentação: Provavelmente animais tipo lebres e lobos.
Pontos Geográficos: Planícies congeladas e pouca vegetação.
Vegetação: Coníferas e vegetação rasteira.
Errantes: Animais selvagens, saqueadores do Lobo Branco.

Então depois das excessivas postagens de regras, um pouco mais do cenário de Rokaru (olha como eu queria que esse nome fosse diferente, lembra tanto rokugan)...

4 comentários:

  1. Hahaha, realmente, descrições de cenário tornam-se leves após trabalhar tanto com regras. Gostei muito da descrição de Hiya e de seu povo.

    Muito bom!

    ResponderExcluir
  2. Obrigado Odin! Eu também planejo que o KNT seja uma ambientação vazada, ambientações ricas d+ alem de dificeis e trabalhosas pra se fazer são dificeis de usar (quem ai ja usou Dragonlance (krynn), Forgotten (Faerun) ou Iron Kingdoms (Immoren)completo me apedreja aqui por favor!), Acho dificil pro mestre manusear e acaba que ele fica sempre nos arredores, por isso gosto das descrições simples e vagas, pq sobra lugar pra se colocar o que deseja!

    ResponderExcluir
  3. Isso é verdade. Ambientações muito completas acabam sempre deixando os jogadores como pessoas secundárias no cenário.

    Lembro de uma aventura de Forgotten onde nosso ranger recebeu treinamento de Drizzt Do Urden, o que foi muito legal, mas todos sabiam que este ranger nunca seria tão famoso quanto o drow, por mais qeu se esforçasse.

    Deixando alguns espaços em branco, fica mesmo muito melhor para ambientar aventuras.

    ResponderExcluir
  4. Concordo plenamente com ambos.

    ResponderExcluir